Gente Plena Desenvolvimento de Pessoas e Equipes

Desenvolvimento Gerencial, Gestão da Mudança, Formação e acompanhamento de equipes de alto resultado, Sentido do trabalho e comportamento organizacional, Programas de Qualidade e Produtividade

mais serviços Conheça nossos serviços

Formação Gerencial, Programas de Liderança, Resolução de Conflitos, Gestão da Mudança Organizacional, Gestão por Competências

mais serviços Conheça nossos serviços

Desenvolvimento Pessoal e Profissional Integrado, Motivação e Sentido do Trabalho, Desenvolvimento de Equipes, Formação Profissional, Coaching, “Cuidar para Reconciliar”

mais serviços Conheça nossos serviços

RH como Atuação Estratégica, RH como Consultor Interno, Revisão dos Processos de RH, Criação/Reestruturação de Área de RH, Avaliação de Desempenho e Resultados, Clima Organizacional

mais serviços Conheça nossos serviços

Seleção de Técnicos e Executivos, Seleção e Desenvolvimento de Trainees, Planos de Carreiras e Sucessões, Identificação e Acompanhamento de Potenciais

mais serviços Conheça nossos serviços
Aplicação do EneagramaDesenvolvimento GerencialDesenvolvimento de Pessoas e EquipesGestão de Recursos HumanosSeleções, Carreiras e Sucessões
Página Principal  Artigos
Receba nossos artigos!
Os Dez Mandamentos das secretárias e assistentes da alta gestão

secretárias(os) e assistentes da alta direção configuram-se em cargos chave e necessitam cuidados. Os Dez Mandamentos são necessários para o sucesso do desempenho na função


Os Dez Mandamentos do sucesso das secretárias e assistentes da alta gestão

Secretárias, secretários, assistentes da liderança e da alta administração constituem postos importantes nas organizações. Quando ocupados por profissionais despreparados, ou acomodados, ao invés de solução, acabam se transformando em problemas delicados e perigosos, eis que vivenciados bem ao lado do local a partir do qual se dirige a empresa. Parte do tempo que tenho vivido nas instituições é passado próximo deles. A partir da observação da atuação destes profissionais, bem como das reclamações e elogios dos executivos sobre seus desempenhos, elaborei esses Dez Mandamentos:

1 – Buscai em primeiro lugar o equilíbrio.

O ser humano vive do trabalho, mas não para o trabalho. Há mais coisas entre o céu e a terra do que as obrigações profissionais.  A vida pede harmonia. Quando em desequilíbrio ela gera ansiedade e até mesmo pode trazer doenças. Equilíbrio é respeitar o tempo para que haja uma existência saudável e significativa fora do escritório, ou da fábrica.

2 – Compreendei profundamente aquilo que é realizado pela vossa Organização.

O negócio necessita ser entendido em profundidade. As relações nas áreas de liderança e da alta direção configuram-se em complexas teias de relacionamentos. É importante entender do negócio para que se saiba nessas linhas e nós da teia, quais aquelas precisam de maior atenção e cuidado.

3 –  Inspirai vosso coração para que aspire pelo mais.    

Não se acostume com o trivial. Você pode muito mais do que aquilo que já realiza no dia a dia. Cuidado porque a mesmice é geradora de lodo e ferrugem. Mais do que manter as coisas do jeito que estão e sempre foram, é necessário desenvolvê-las. De vez em quando avalie seus processos de trabalho e se pergunte: “E se fosse mais, como seria mesmo isto que faço?”

4 – Entregai resultados.

Jamais se esqueça de que a medida com a qual você será avaliada(o) estará na razão direta das suas entregas. Quem fica devendo e não entrega o que lhe é demandado dentro do tempo, custo e qualidade requeridos acaba à margem das decisões e não se engane: poderá estar perto o dia em que será substituída(o).

5 – Não quebrai o sigilo e a confidencialidade da vossa área de trabalho.

Secretárias(os) e assistentes da direção configuram-se em postos estratégicos. Por você passam informações delicadas e bem preciosas para a Organização. Há que se tomar cuidado com os dados que maneja. Bem além da manutenção da boca fechada. É preciso não dar chances a que fofocas sejam geradas a partir do redor da sua mesa de trabalho. Não será raro que as pessoas, sutilmente, a(o) cutuquem buscando informações. É fundamental que lhes mostre os limites entre a amizade, camaradagem e o seu compromisso ético com a confidencialidade da área.

6 – Mantende sempre a vossa integridade.

Valor é aquilo que mais vale a pena para você. Com certeza, que  se vale a pena é porque carrega um custo (a pena). Nada que valha realmente a pena sai de graça. Tem um valor a ser pago por você. É preciso ter clareza de quais sejam os seus valores, ou seja, quais são aquelas coisas das quais, definitivamente, você não abre mão. Uma maneira de verificar os valores é a partir da sua quebra. Quando se partem eles causam incômodo interior. Faz com que a gente se sinta mal.

7 – Influenciai para que o negócio cresça e seja gerado mais valor ao empreendimento.

Exercer influência é função nobre dentro do serviço de quem assiste gestores. Assistentes e secretárias (os) é gente influenciadora. Saiba que a liderança não é atributo exclusivo daqueles a quem você assessora. Caso você não seja também influenciador(a) se transformará, ao longo do tempo em “móveis e utensílios”em um peso morto. Mero responsável pela “portaria” das salas dos líderes. Influenciar é liderar, liderar é servir e servir é agregar valor.

8 – Cuidai com carinho da vossa teia de relacionamentos.

Tome consciência de que o seu produto é serviço. Para servir é fundamental possuir uma rede de relacionamentos rica e com bastantes elos. As relações que você for capaz de construir e manter é que darão sustentação ao seu negócio de apoiar, sustentar e secretariar. Mantenha-as sempre atualizadas.  Relacionamento interpessoal, confiança e respeito compõem o tripé de sustentação dos seus relacionamentos.

9 – Comunicai sempre.

Quem não comunica se estrumbica (filósofo Chacrinha). Comunicar é se postar sempre em busca da assertividade. É cuidar para que tudo se faça claro. É não dar margem a ambiguidades e muito menos tratar as pessoas de cima para baixo, ou de baixo para cima. É saber que gente é frágil e que quando mal tratada costuma se afastar, ou o que é pior, descomprometer-se e oferecer só o mínimo necessário à sobrevivência. Comunicar é, de maneira assertiva, dar e receber feedback.

10 – Gerenciai os conflitos e as ambiguidades.

O fato das coisas parecerem calmas e silenciosas à volta, não significa que sejam mesmo assim. Bem poderá ser que você esteja no olho do furacão. É que nessa posição tudo parece calmo. Olhos abertos para verificar se não há conflitos  acontecendo. Sua maneira de tratar os problemas ajudará a solucioná-los, ou porá ainda mais lenha na fogueira. O mundo não é mais linear e simples como no passado. Hoje tudo tende à complexidade e essa é geradora da ambiguidade. Vivemos a Era da ultracompetição e você é parte desse ambiente. Isto faz com que haja, para um mesmo fato, variados pontos de vista e essas diferenças, quando mal trabalhadas, geram conflitos e dão margem à ambiguidade. As coisas precisam ser transparentes e os conflitos precisam ser resolvidos, eis que são consumidores compulsivos da energia organizacional.


Compartilhe |


Cafezinho para posts anteriores Artigos por categorias

área restrita Gente Plena Desenvolvimento de Pessoas e Equipes © 2017
Criação e Desenvolvimento :: Guttdesign & Cristiana Giustino